Conteúdo
Repórter: Redação
Publicação: 09/08/2017 12h59
Atualização: 13h05

A meia maratona da Caixa será realizada em Brusque no próximo dia 20 e já movimenta os atletas do município e diversas cidades da região. Além de competidores individuais, são várias equipes brusquenses que marcarão presença na disputa de 5, 10 e 21 quilômetros.

Entre as associações, uma dos destaques é a WT Energy que deve ter cerca de 10 atletas somente para a prova de 21k, a de maior distância da competição. Segundo o treinador, Wiliam Todt, muitos deles percorrerão essa distância pela primeira vez, o que torna o desafio maior. “Muitos dos nossos atletas começaram correndo os 5 quilômetros, depois passaram para os 10, e agora têm esse desafio de correr uma meia-maratona. Só quem corre sabe dizer como é essa sensação de se desafiar e chegar ao seu objetivo, o prazer que é completar uma prova de 21 quilômetros”, destaca.

Ele diz que esse tipo de prova de longa distância exige uma preparação psicológica muito grande, até mesmo pela intensidade e por envolver grandes atletas de todo o estado que veem à cidade em busca da premiação. “O que trabalhamos com os atletas é de que o importante não é o tempo, mas sim terminar bem a prova e no dia seguinte estar bem fisicamente, conseguir fazer normalmente o que a pessoa já faz no seu dia a dia”, observa.

Todt comenta que a maioria dos atletas do grupo sai junto e procura chegar junto neste tipo de prova, “até porque é um percurso dificil, com morro”. Para se adaptar a prova, os atletas já têm realizado nos últimos dias treinos mais longos que o habitual. “Sempre trabalhamos visando a próxima prova. Até a semana anterior focamos nos treinos. Depois diminuimos a intensidade e orientamos os atletas quanto a importância de uma alimentação alterada também”, comenta.