Conteúdo
Colunista: Wiliam Todt
Publicação: 11/03/2018 17h26

Pensando nos esportes coletivos é comum vermos atletas saírem de seus combates com dores, seja ela muscular, por cansaço, e/ou traumática por algum contato físico no ambiente de jogo. Esportistas sabem o quanto é desconfortável atuar com dores, mas o gosto pela modalidade faz com que continuem sua rotina de jogos.

É importante sabermos que o mal funcionamento da estrutura corporal nos levam a dores e lesões crônicas, aquelas que por sua vez não há como remediar, ou seja, não há possibilidade de restaurar, fazer com que fique 100% novamente.

Por meio de avaliações clínicas e testes com o educador físico e fisioterapeuta, pode-se identificar pontos fracos suscetíveis a lesões. Posteriormente, é necessário estabelecer estratégias que fortaleçam as áreas fracas (músculos, tendões e ligamentos) por meio do treinamento físico.

A prevenção e os cuidados devem anteceder as dores, a procura por meios que possibilitem a segurança do atleta deve partir do mesmo.

O treinamento físico deve ser combinado com os jogos e compostos por exercícios que aumentem a funcionalidade do atleta, que dê ênfase na prevenção, mas também na preparação de músculos mais fortes e ágeis. Acredito no treinamento de força como maior aliado à otimização dos resultados, manutenção da estrutura física e saúde do atleta. É importante ressaltar o papel da alimentação e o repouso após aos jogos e treinos. Estes últimos é assunto relevante a ser abordado nas próximas colunas.

Prepare-se melhor e realize bons jogos!



Wiliam Todt - Coluna Preparação Física nos Esportes

Wiliam Todt é formado em Educação Física (CREF 016970-G/SC) e preparador físico da WT Energy Treinamentos. E-mail para contato wiliam_todt1806220442396998@1806220442396170hotmail.com.