Conteúdo
Repórter:
Publicação: 23/07/2016 13h19
Atualização: 13h53

Apenas um gol sofrido em seis jogos. Esse é o desempenho da defesa do próximo adversário do Bruscão na Série D, o São Bento de Sorocaba (SP). O clube paulista ostenta a segunda melhor defesa da competição empatado com Volta Redonda (RJ) e Caldense (MG). Será páreo duro para o quadricolor furar a zaga adversária. Porém, o desempenho defensivo do time brusquense não está longe, o clube sofreu apenas dois gols e é um dos sete menos vazados do torneio. O Nacional (AM) é o único time que não sofreu gols na competição.

Além da defesa, São Bento e Brusque também se assemelham no ataque, cada um fez sete gols na primeira fase da Série D. A diferença é que os do clube paulista foram mais decisivos, garantindo-lhes a liderança do grupo e oitava melhor campanha geral da competição. Enquanto isso, o Bruscão classificou na bacia das almas, como 28º geral.

Na Série D, o São Bento faz campanha muito segura com quatro vitórias, um empate e uma derrota, classificando-se com seis pontos de vantagem para o segundo melhor do grupo. Isso não é novidade. No Campeonato Paulista deste ano, o São Bento foi terceiro na fase de classificação. Foram sete vitórias, seis empates e apenas duas derrotas. Nesta etapa, o clube empatou com o Corinthians em Sorocaba, 1 a 1, e também empatou em pleno Pacaembu com o Palmeiras, 2 a 2. A cereja no bolo foi o triunfo sobre o São Paulo, 1 a 0 dentro de casa na última rodada.

O único grande a vencer o São Bento no Paulistão foi o Santos. Vitória do alvinegro na Vila Belmiro, por 2 a 0. O confronto foi válido pelas quartas de final em jogo único. Assim, o São Bento terminou com a quinta colocação geral, a frente do São Paulo. Esta foi a segunda melhor campanha do clube de Sorocaba na história do torneio, a melhor em mais de 50 anos.

Mesmo em uma competição tão forte quanto o Paulista, o São Bento tomou menos de um gol por partida, foram 13 em 16 jogos, contra 21 marcados. Pelo menos cinco jogadores que fizeram esta campanha histórica no estadual continuam no time. O técnico também é o mesmo, Paulo Roberto Santos faz grande trabalho no clube sorocabense.

Outro importante dado que ostenta o São Bento é sua campanha fora de casa. Se o Brusque não venceu nenhum de 12 jogos fora do Augusto Bauer na temporada, somente na Série D o time de Sorocaba já venceu dois. O outro empatou, segue invicto e sem nenhum gol sofrido fora de seu estádio. Ainda assim, o clube também é muito forte em casa. A volta do confronto contra o Brusque será no Walter Ribeiro, estádio fundado em 1978 com capacidade para 12 mil e 500 torcedores.

A história do São Bento 
Fundado em 1913, o São Bento foi se profissionalizar apenas em 1953. O clube tem quatro títulos paulistas do interior (63, 65, 66 e 2016). O time também é campeão da Taça Estado de São Paulo (1985), Copa Futebol do Interior (2002), 2ª Divisão Paulista (62) e 3ª Divisão Paulista (2001 e 2013).

As melhores campanhas da história do São Bento no Campeonato Paulista aconteceram na década de 60 (com exceção de 2016). O clube passou 29 anos seguidos na elite do futebol estadual. Em 1991 sofreu o primeiro de dois rebaixamentos seguidos. Nesta época, disputou uma competição nacional pela última vez, eram 24 anos sem calendário interestadual até a chegada à Série D deste ano.

Depois dos rebaixamentos do começo da década de 90, o São Bento só voltou à elite estadual em 2006, com a 11ª posição. No ano seguinte já foi rebaixado novamente e em 2012 voltou à terceira divisão estadual. Em 2013 e 14 dois acessos seguidos. Ano passado o clube foi o 13º colocado no Campeonato Paulista.

Confira a campanha completa do São Bento na Série D

São Bento 1x0 São José (RS)
Portuguesa (RJ) 0x1 São Bento
São Bento 0x1 Villa Nova (MG)
Villa Nova 0x0 São Bento
São Bento 4x0 Portuguesa
São José 0x1 São Bento