Conteúdo
Repórter:
Publicação: 30/09/2016 15h46

 O automodelismo off road é um esporte que começa a ganhar espaço no estado. Em Brusque, a pista Galo Loco reúne praticantes da modalidade algumas vezes por mês e em setembro acontece o Campeonato Brasileiro.

Quem não conhece o automodelismo pode pensar que é brincadeira de criança ou são meros carrinhos de controle remoto. A verdade é que a prática - que já foi um mero hobby - se tornou algo maior há tempos mundo afora. No Brasil o esporte está no meio termo, já deixou de ser apenas uma brincadeira, mas está longe de outras nações.

O Campeonato Mundial de Automodelismo Off Road acontece de dois em dois anos. É um grande negócio no qual pilotos viajam o mundo para levar o nome das marcas que defendem. Nos Estados Unidos, por exemplo, este torneio é transmitido ao vivo pela televisão com narração e tudo. Assistir a um evento como esse é similar a ver à uma corrida de Fórmula 1, mas com os pilotos fora dos carros.

O brusquense Henri Diegoli é absolutamente apaixonado pelo assunto. Durante cerca de 20 anos praticou o esporte e com o passar do tempo focou cada vez mais em ser mecânico. A paixão é tão grande que Diegoli decidiu transformar seu hobby em um meio de vida. Há seis anos o mecânico abriu uma loja de automodelismo na cidade, a RC 2D.

Diegoli mostra o controle dos carros e como ele é incrivelmente complexo e cheio de funções. “A gente mexe em tudo nele antes das provas. Se o piloto e o mecânico não chegarem antes da corrida para regular, na hora de correr o piloto vai sentir muitas dificuldades”. O mecânico destaca que existem muitas similaridades entre os carros convencionais e os de automodelismo. “Tenho que ajustar a suspensão, a geometria e até a embreagem do mesmo jeito que os outros mecânicos. Existem vários tipos de pneus diferentes que devem ser usados de acordo com a necessidade da corrida. Existem os mais macios, mais duros e muitas variedades”.

Em 6 de setembro Diegoli viajou junto de Eduardo Pinho Moreira Filho para a disputa do Campeonato Brasileiro de Automodelismo Off Road, para buggy e truggy na escala 1/8. Eduardo pilota e Diegoli como sempre faz a parte de mecânica da equipe na competição. “A diferença entre as categorias buggy e truggy é que o truggy é maior. A categoria principal, sempre com mais competidores é a disputada com buggy”, explica o mecânico. Esta é a 19ª edição do torneio e acontece em Natal (RN) com a participação de mais 168 pilotos.

O Campeonato Catarinense da categoria existe há bem menos tempo e muito graças à família Diegoli, segundo ele mesmo conta. “Eu e meu irmão, Aloiz, que também pratica o esporte há muitos anos, competimos juntos muitas vezes. Começamos entre 2011 e 2012 uma brincadeira, uma copa interna que foi se desenvolvendo cada vez mais para se tornar o Campeonato Catarinense”, explica o mecânico.

Para quem quiser entrar no esporte Diegoli indica que compareça à pista Galo Loco. “Estamos lá correndo praticamente todo sábado”. Outra opção é ir à loja RC 2D ou entrar em contato pelo telefone 3044-5185. “Para quem quiser iniciar um carro bom vai sair em torno de R$ 2 mil”, avalia Diegoli.