Conteúdo
Repórter: Sidney Silva
Publicação: 31/03/2016 16h43

A diretoria do Brusque FC realizou na tarde desta quinta-feira (31) uma coletiva de imprensa para falar sobre as perspectivas do clube e a situação do Bruscão na luta pela vaga à Série D do Campeonato Brasileiro.

O evento contou com a presença do presidente Danilo Rezini, do vice e diretor da base, Jonas Stange, do presidente do conselho e diretor financeiro Célio Camargo, e do conselheiro e representante do departamento de futebol, André Rezini.
O principal tema da pauta foi a possível participação da equipe na Série D do Brasileiro e a situação financeira do Brusque FC. Atualmente o Bruscão tem 19 pontos, e hoje seria a primeira das equipes classificadas à quarta divisão do futebol nacional.

Logo de cara, o presidente Danilo Rezini tratou de reforçar à imprensa e tranquilizar a torcida sobre a provável participação da equipe no certame. “É claro que não vamos desistir da Série D. Ela sempre foi o nosso objetivo. O que eu disse à imprensa é de que vamos sim reavaliar todo o nosso projeto, pois é óbvio que precisaremos de mais receita para participar”, comenta. “Fizemos um planejamento para o Campeonato Catarinense e agora, se confirmado essa vaga, temos que sentar e fazer um novo para a Série D”, completa.

O presidente voltou a destacar as dificuldades financeiras do clube, mas ressalta que o Brusque sempre conseguiu as coisas justamente por ser ousado financeiramente. “Senão, jamais conseguiríamos resultados positivos, e futebol você precisa antes de mais nada de resultados dentro de campo”, destaca.

O diretor financeiro e presidente do conselho, Célio Camargo, foi na mesma linha. “O Brusque sempre teve as suas vitórias em cima de ousadia e só está indo bem no Catarinense porque fomos ousados desde o início”. Rezini ainda comenta que todo o planejamento está sendo seguido à risca, mas explica que as finanças ainda são muito aquém do que o clube imaginava. Segundo ele, o principal problema decorre em razão do déficit projetado para a renda. “Esperávamos entre R$ 25 a R$ 35 mil por jogo, e isso só se confirmou na partida contra o Criciúma”.

O presidente tratou de destacar que a torcida vem fazendo a sua parte, lotando o estádio, mas as taxas administrativas comprometem toda a receita. “No jogo contra o Guarani de Palhoça, por exemplo, sobrou apenas R$ 900”, revela.

Planejamento para a Série D
Com o Campeonato Catarinense chegando ao fim, o Brusque FC já trabalha para viabilizar a sua participação na competição, caso a vaga seja confirmada nas próximas rodadas. Danilo Rezini revela que já existe em mente algumas ideias para viabilizar financeiramente a participação do clube no certamente nacional. “O Brusque já está se preparando para esta possível Série D. Temos todo o respaldo da nossa torcida, que com certeza corresponderá, e prestígio com todo o empresariado da cidade, o que para nós é muito importante”, diz.

A perspectiva do clube é trabalhar em cima de novas cotas de patrocínios trazendo também mais apoiadores ao Brusque para que a equipe possa pensar também em voos maiores, como a Série C do Campeonato Brasileiro. Para a torcida, o clube pretende formular um modelo de plano de sócios. "Temos como objetivo chegar a 1 mil sócios em um mês”, diz Rezini.

O vice-presidente Jonas Stange ressalta que o plano só não foi lançado anteriormente porque o clube precisava de estabilidade no calendário para ter algo a oferecer ao seu torcedor. “Se confirmando essa Série D, aí sim teremos um bom plano de sócios, com a certeza de que teremos calendário por duas temporadas, até o fim de 2017”, reforça.

Stange também aproveitou para destacar que o Brusque FC estuda também uma parceria com o Atlético-PR que está muito perto de se concretizar. Alguns jogadores do time paranaense podem reforçar o atual plantel do Brusque. “São jogadores que podem complementar esse elenco que já temos do Catarinense e viriam sem custo algum”, explica.

Por fim, André Rezini destacou que o momento do Brusque hoje é muito bom dentro de campo e isso dará respaldo para os projetos futuros. “Temos muitas dificuldades, mas estamos trabalhando incessantemente para o Brusque crescer em todos os sentidos. Montamos uma equipe muito forte, que hoje joga de igual com qualquer time do estado. Os jogadores estão focados para que consigamos chegar à Série D e também motivados para buscar ainda à vaga na Copa do Brasil”, diz.



Sidney Silva

E-mail para contato redacao2005301750567368@2005301750566540esportesc.com.