Conteúdo
Repórter: Sidney Silva
Publicação: 08/03/2020 18h03
Atualização: 18h15

No Dia das Mulheres, jogando de rosa, em tarde de festa para elas, o Bruscão ficou no empate em 1 a 1 com o Concórdia na tarde deste domingo (8) no estádio Augusto Bauer. Edu, aos 11 minutos de jogo, abriu o placar. Diogo Calixto, aos 40 da etapa final, empatou.

Mesmo com o empate em casa, o Brusque mantém a liderança do Catarinense, agora com 17 pontos. O time foi beneficiado pelo empate do Marcílio, em Itajaí, contra o Tubarão (0 a 0). O Marinheiro chegou a 15 pontos, agora tem um a menos que o Avaí, vice-líder com 16. O time da capital venceu o Juventus, com gol no fim, por 2 a 1.

O Brusque fecha sua participação na primeira fase no próximo domingo, quando encara o Figueirense, fora de casa.

O jogo
Foi um primeiro tempo de um time só. Sem Thiago Alagoano, vetado por pneumonia, Jersinho optou por Gustavo Henrique no meio e o jogador foi um dos destaques da partida, participando das principais chances de gol do Bruscão no duelo.

Apesar de praticamente inofensivo no primeiro tempo, o Concórdia, que tinha as esperanças nos pés de Moisés, ex-Brusque, criou a primeira grande chance da partida. Léo Itaperuna chegou a balançar as redes, mas estava impedido.

Mas foi só. A partir disso, só deu Bruscão. Aos 10, Edu recebeu cruzamento de Gustavo Henrique, mas cabeceou fraco. Mas aos 11, o artilheiro do Bruscão e da competição não perdoou. Após saída errada do Concórdia, Rodolfo acionou o atacante que mandou para as redes: 1 a 0.

Aos 15, Zé Mateus recebeu bola açucarada dentro da área e perdeu um gol incrível. Na pequena área, o volante mandou uma bomba para estufar as redes, mas chutou por cima. Inacreditável.

Aos 22, foi a vez de Airton perder outra grande chance, novamente após jogada de Gustavo Henrique, que confundia a marcação com movimentação pelos dois lados de campo.

Aos 31, o próprio Gustavo Henrique finalizou para fora. Aos 35, o jogador roubou bola no setor defensivo do Concórdia e tocou para Edu. O atacante estava livre, mas desta vez bateu fraco para a defesa do goleiro. Gustavo Henrique, aos 37, e Marco Antonio, aos 43, ainda perderam outras grandes chances de gol. Ficou barato para o Concórdia

Etapa final
No segundo o jogo mudou de figura, o Concórdia, que naquele momento não tinha nada a perder, adiantou a marcação e se lançou ao ataque, criando grandes dificuldades ao Brusque. Logo com 1 minuto, Léo Itaperuna aproveitou falha da zaga e quando foi driblar Zé Carlos foi desarmado pelo arqueiro. Grande chance desperdiçada.

Aos 5, Moisés bateu cruzado e quase empatou. Depois foi Jean Lucas que levou perigo, em chute que obrigou Zé Carlos a dar rebote. A essa altura, o Brusque já tinha Baianinho, que entrou no intervalo no lugar de Marco Antonio, lesionado, e Dandan, que entrou depois na vaga de Alex Sandro.

Aos 20 minutos, o jogo ficou parado após Pepê ficar desacordado depois de uma disputa de bola entre Zé Mateus com o zagueiro do Concórdia. A ambulância teve que ser acionada para tirar o atleta de campo. Depois de quase 10 minutos, o duelo retornou, mas o time do Oeste era quem seguia melhor.

O Brusque continuava sem finalizar, até que Edu, aos 35, bateu de primeira depois de cobrança de escanteio, mas Igor pegou. De tanto insistir e pressionar, o Concórdia chegou ao empate aos 40 minutos. Após cobrança de escanteio, Diogo Calixto mandou para as redes: 1 a 1.

O jogo ainda teve 13 minutos de acréscimos em razão da paralisação, o Brusque teve chances da vitória, mas o Concórdia também assustou: o 1 a 1 ficou de bom tamanho.


Jogos da 8ª e penúltima rodada

Marcílio Dias 0x0 Atlético Tubarão
Criciúma 0x0 Figueirense
Avaí 2x1 Juventus
Brusque 1x1 Concórdia
Chapecoense 3x0 Joinville

Próximos jogos – 9ª e última rodada

Domingo – 15/03 – 16h
Figueirense x Brusque
Joinville x Criciúma
Tubarão x Chapecoense
Juventus x Marcílio Dias
Concórdia x Avaí

Foto: Lucas Gabriel Cardoso/BFC



Sidney Silva

E-mail para contato redacao2004021117261058@2004021117269757esportesc.com.