Conteúdo
Repórter: Sidney Silva
Publicação: 22/11/2017 10h41
Atualização: 23/11/2017 09h50

O Vovô do futebol catarinense tem mais um jogão em casa nesta quarta-feira (22) em busca da terceira final na temporada. A partir das 20h, o Carlos Renaux enfrenta o Faixa Azul, de Luiz Alves, no estádio Augusto Bauer, precisando de um empate em até 2 a 2 para chegar à final da Copa Integração. O torneio regional é organizado pela Liga Blumenauense de Futebol (LBF).

Caso isso aconteça, será a terceira decisão da equipe que já chegou às finais da Copa Krona e o Campeonato Estadual de Não Profissionais. Em ambas, o Vovô acabou como vice-campeão, por isso, o jogo desta quarta-feira tem ainda mais importância.

O lado curioso é que, se o empate garante a equipe na grande final, uma vitória pode deixar o time fora da decisão caso a defesa seja vazada essa noite, isso em razão do regulamento inusitado da competição. Entenda mais abaixo.


Cenário
A Copa Integração é disputada por quatro equipes: Carlos Renaux, Faixa Azul, de Luiz Alves, Metropolitano Sub-20 e XV de Outubro, da cidade de Indaial. No primeiro turno, o Faixa Azul acabou na primeira colocação, com 7 pontos, seguido por Renaux, 6; Metrô, 4; e XV, sem nenhum ponto. Com isso, o time de Luiz Alves já tem vaga garantida na final, independente do jogo desta noite.

Situação atual
No segundo turno, o líder atual é o Metropolitano, com 5 pontos, mas a equipe de Blumenau já encerrou sua participação na primeira fase no sábado (18), quando venceu o XV, lanterna com somente 1 ponto, por 2 a 1. Atrás da equipe de Blumenau, o Faixa Azul soma 4 pontos e joga por um empate em até 2 a 2 para ficar também na primeira colocação do returno no terceiro critério de desempate (gols pró). Caso isso aconteça, mesmo com a terceira colocação nesta fase, com 3 pontos, o Vovô também avança, já que o regulamento prevê que caso um time vença os dois turnos o outro finalista sai da classificação geral. Metrô e Vovô empatariam com 9 pontos, mas o time brusquense leva vantagem sobre o rival nos critérios de desempate.

Vitória pode custa eliminação
O melhor cenário para o Vovô, inicialmente, deveria ser a vitória, mas um eventual triunfo no Gigantinho, que não seja 1 a 0, não serve, indiferente do placar. A vitória com gol único faz com que o clube empate com o Metropolitano no returno em número de pontos. O 1 a 0 garante a equipe direto na final com direito a segundo mando em casa. Já a vitória por 2 a 1 faz com que os Carlos Renaux e Metropolitano empatem em todos os critérios, mas a equipe de Blumenau leva vantagem no número de cartões vermelhos, 2 contra 3 do Vovô. Qualquer outro triunfo do Renaux sobre o Faixa, a partir de dois gols sofridos, classifica o Metrô, indiferente do placar final do jogo.

CONTAS DO CARLOS RENAUX PARA A FINAL


Empate até 2 a 2 –  Dá o título do returno ao Faixa nos critérios de desempate sobre o Metropolitano (Gols pró) e classifica o Renaux pelo índice técnico nas duas fases (Decisão fora de casa);


Empate a partir de 3 a 3 – 
Dá o título do returno ao Metropolitano nos critérios de desempate sobre o Faixa (Gols sofridos) e elimina o Renaux;

Vitória por 1 a 0 – Classifica a equipe brusquense como primeira do returno e também da classificação geral (Decide em casa);

Vitória por 2 a 1 –
Classifica o Metrô nos critérios de cartões vermelhos;

Vitória por 3 a 1, 4 a 1, 5 a 1... – Classifica o Carlos Renaux como primeiro do returno nos critérios de gols marcados (Decide em casa;

Vitória a partir de 3 a 2 – Classifica o Metrô como líder do returno e elimina o Vovô nos critérios de gols sofridos; 

Derrota – Elimina a equipe brusquense da competição.

Fotos: Lucas Gabriel Cardoso|O Cancheiro



Sidney Silva

E-mail para contato redacao1911182302193628@1911182302192800esportesc.com.