Conteúdo
Colunista: Gustavo Assi
Publicação: 15/10/2020 10h17

Por Gustavo Assi

Acho que todos nós lembramos daquele fatídico 7 a 1 na Copa do Mundo… Essa situação virou até piada, pois todo dia é um 7 a 1 diferente. Naquele dia, o que realmente chamou a atenção foi como a seleção brasileira estava apagada e perdida em campo, como se estivessem dormindo. Essa letargia pode ter diversas causas, ainda mais tratando-se de uma equipe, mas penso ser uma ótima deixa para conversarmos um pouco sobre a regulação da ativação.

A regulação da ativação tem um papel importante no desempenho do atleta. Enquanto alta de mais, apresenta-se em forma de estresse ou ansiedade. Enquanto baixa de mais, apresenta-se como falta de ânimo, falta de energia ou letargia. Por isso, é extremamente importante ser capaz de identificar como seu organismo está na situação em que você se encontra, pois o quanto antes detectar o que você está sentindo, mais rápido conseguirá regular a ativação.

Se respirar calmamente ajuda a reduzir os níveis de ansiedade, aumentar a frequência respiratória faz com que seu organismo experimente sensações semelhantes como quando você estava se sentindo cheio de energia para competir. Junto de cada inspiração, você pode repetir as palavras “Entra energia”, e de cada expiração “Sai cansaço”. Agir de modo enérgico, com pequenas corridas, saltos ou mesmo pular corda podem também ativar seu organismo.

Por fim, busque se conhecer melhor, pois só assim saberá como agir corretamente nessas situações.



Gustavo Assi - Coluna Coluna: Psicologia do Esporte

Gustavo Assi é psicólogo formado pela Unifebe e pós-graduado em Neuropsicologia pela Uniara. Atua como psicólogo clínico e, dentre todas as demandas, atende, também, atletas por meio de consultoria em psicologia do esporte e do exercício. E-mail para contato psigustavoassi2010291705537980@2010291705537152hotmail.com.