Conteúdo
Repórter:
Publicação: 03/02/2016 21h40
Atualização: 04/02/2016 00h18

A torcida brusquense mais uma vez lamenta a falta de sorte da equipe. Novamente, o time mereceu um resultado melhor do que o apontado pelo placar. Após um primeiro tempo equilibradíssimo, a expulsão de Roger Guedes (Criciúma), ainda no começo da etapa final, mudou o cenário do jogo, transformando o Bruscão em protagonista. A pressão foi grande, mas o gol não saiu. O Brusque soma um ponto em duas partidas no Campeonato Catarinense.

> Galeria - Veja imagens do duelo no Augusto Bauer

O jogo começou morno no Gigantinho. Muito equilíbrio, muita marcação no meio campo e ninguém criando oportunidades. Aos 10 minutos, Roger Guedes chutou bola tranquila e Wanderson quase se complicou cedendo o escanteio. Aos 12, o Bruscão chegou pela primeira vez, mas sem grande perigo. Carlos Alberto cruzou e a bola atravessou a área sem ser tocada. Dois minutos depois, jogada parecida, belo lance de Assis que invadiu a área e tocou pra trás, a bola passou pelas costas de Eydison e Giancarlo, que apareciam livres.

Somente aos 20 minutos o Criciúma assustou de verdade no Augusto Bauer.  Contra-ataque rápido do Tigre, Elvis mandou um belo chute para uma grande defesa de Wanderson, que espalmou para escanteio. Aos 25, Assis cobrou falta na área, Raphael Silva foi afastar com o peito e quase fez contra, o Bruscão tentava pressionar. Com 30 de jogo, Eydison passou por dois adversários e lançou Assis que devolveu para Eydison, o atleta não alcançou a bola. Logo na sequencia, veio a resposta do time do Sul do estado, Roger Guedes driblou Cleyton e mandou a bomba, Wanderson salvou mais uma.

Dez minutos antes do intervalo, bola na área do Tigre, Assis tentou o voleio, a bola desviou na defesa e foi no contra pé de Luiz, que não alcançou. Para a sorte do arqueiro, a bola foi rente à trave. Na sequência, escanteio cobrado na área e Alemão cabeceou no meio da meta, sem maiores problemas para Luiz, que dessa vez defendeu. Aos 40, foi vez do Criciúma meter bola na área, Bruno Lopes desviou e quase abriu o placar no Gigantinho, que susto. Eydison recebeu cartão amarelo, mas não se abalou. Na jogada seguinte avançou bem rumo à área do Tigre, e acabou batendo mal. A melhor chance de todo o jogo veio aos 44 minutos. Eliomar recebeu livre, na cara do gol, dominou, pensou e bateu cruzado, a bola foi pra fora. O jogo foi para o intervalo empatado em 0 a 0.

Etapa Final

O segundo tempo começou do mesmo jeito que o primeiro, com muito equilíbrio. Aos oito minutos, a primeira chance clara da etapa final aconteceu e foi do Tigre, Wanderson salvou bola perigosa. Aos 11, o lance que mudou a partida, Roger Guedes agrediu Aelson sem bola, o árbitro, Bráulio da Silva Machado, viu e expulsou o jogador do Criciúma. A partir de então, o equilíbrio acabou e começou o domínio brusquense. Iniciou a pressão do Bruscão, era bola na área a todo o momento, bola enfiada, chegadas perigosas. Em contrapartida, o Tigre de vez em quando tinha o contra-ataque.

Em um dos contragolpes, Bruno Lopes recebeu na área e chutou para defesa de Wanderson, que bateu roupa, mas se recuperou e agarrou a bola em dois tempos. Aos 22, Paulinho entrou no lugar de Carlos Alberto, no Brusque. Dois minutos depois, Aelson cruzou na área com perigo, a defesa carvoeira quase se atrapalhou, mas conseguiu cortar o perigo. Com 27 minutos, Paulinho lançou Eydison, que bateu pressionado pela zaga, Luiz defendeu.

Antes dos 30, Alexandre Pedalada entrou no lugar de Eliomar. Aelson tomou um cartão amarelo com 31 minutos. Aos 35 do segundo tempo, foi a vez de Potita entrar no lugar de Eydison. O Bruscão seguiu pressionando muito e sempre rondando a área do Tigre, mas sem efeito. A partida encerrou em 0 a 0.

O Bruscão vai em busca de sua primeira vitória na competição no próximo domingo (7), em clássico do Vale contra o Metropolitano. O jogo acontece no estádio João Marcatto, em Jaraguá do Sul, às 17h.

Ficha-técnica

Brusque 0x0 Criciúma
Data: 03/02/2016
Hora: 19h30
Local: Estádio Augusto Bauer, em Brusque
Árbitro: Bráulio da Silva Machado
Assistentes: Helton Nunes e Mayckon Vieira
*Brusque: Wanderson, Alemão, Cleyton, Maurício, Everton Cesar, Aelson, Carlos Alberto (Paulinho), Eliomar (Alexandre Pedalada), Giancarlo, Assis, Eydison (Potita). Técnico: Hériton Sandrini.
*Criciúma: Luiz, Ezequiel, Raphael Silva, Diego Giaretta, Marlon, Barreto, Douglas Moreira, Elvis (Ricardinho), Wellington Saci (Alex Santana), Roger Guedes, Bruno Lopes (Jefferson). Técnico: Roberto Cavalo.
Cartões amarelos: Bruno Lopes (C) - 39' 1ºt, Eydison (B), 41' 1ºT, Luiz (C) - 13' 2ºt, Aélson (B) - 31' - 2ºT.
Cartão vermelho: Roger Guedes - 11' 2ºT.