Conteúdo
Repórter:
Publicação: 22/02/2018 12h30
Atualização: 23/02/2018 13h53

Indicado para ser o novo superintendente da Fundação Municipal de Esportes de Brusque, o professor universitário Olavo Larangeira Telles conversou com EsporteSC sobre o planejamento para a pasta.

Segundo ele, uma conversa foi realizada com a administração municipal essa semana para definir alguns detalhes sobre a sua contratação. O superintendente deve começar os trabalhos a partir do dia 1º, mas existe a hipótese de que o início dos trabalhos sejam adiados por questões burocráticas, já que ele é funcionário estadual e ainda precisa ser transferido para o município. Mas essa possibilidade não o assusta. “Deve ser tudo resolvido dentro desta semana”, confia.

Questionado sobre os primeiros passos à frente da pasta, Olavo diz que ainda precisa conhecer com profundidade a estrutura e o que já foi planejado na FME. “Ainda não sei quais ações estão programadas. Pretendo conversar com o Ademir (Toto) essa semana”, observa.

Mas ele adianta que a ideia é priorizar as áreas mais utilizadas pela população. “Existem três eixos do esporte, o de lazer, o educacional, que é feito fora das escolas, e o de rendimento. Se tratando dos dois primeiros, a responsabilidade da prefeitura é maior, já que está ligada a toda a população", observa. 

Essas diretrizes são as essenciais, segundo ele, dando a entender que seguirá a filosofia adotada desde o início da gestão de Toto: valorizar a base em detrimento ao rendimento, que perdeu bastante espaço no município em razão das quedas continuas de orçamento. Mas Olavo garante que não vai deixar de lado as modalidades competitivas. "Também quero dar suporte para as equipes que representam a cidade e trazer mais eventos”, destaca.

O novo superintendente da FME tem uma longa história com o esporte de competição. Começou a praticar basquete aos 13 anos e participou de vários campeonatos desde então. Durante a faculdade de Educação Física, na Universidade Federal do Rio de Janeiro, continuou competindo. inclusive treinando e representando Brusque.

No fim da graduação, em 1998, Olavo se mudou de vez para a cidade. Hoje ele tem o mestrado em Educação e dá aulas na Unifebe. “A gente quer, além de manter o que já temos, valorizar os Jogos Comunitários. Aos poucos vamos implementando as nossas ações”, finaliza.