Conteúdo
Repórter: Sidney Silva
Publicação: 31/10/2019 15h02
Atualização: 01/11/2019 12h08

O principal campeonato do calendário do basquete catarinense se encerra entra essa quinta e sexta-feira na cidade de Blumenau. Unisociesc/Joinville, Blackstar, Apab/Blumenau e Grande Florianópolis Basket duelam pela taça no final four da competição, que será disputado na cidade do Vale do Itajaí.

Os jogos que vão definir os finalistas iniciam a partir das 18h30 dessa quinta no ginásio do Sesc. No primeiro confronto, a Unisociesc/Joinville/Trimania duela com o Grande Florianópolis Basket. Mais tarde, às 20h, os donos da casa da Apab/Blumenau enfrentam o Blackstar Joinville.

Os vencedores de cada confronto se enfrentam na sexta-feira (31), às 20h, pouco depois da disputa do terceiro lugar, previsto para as 18h30.

Como vem as equipes

A expectativa para as finais são de duelos equilibrados, mas, pelas campanhas, Apab/Blumenau e Unicociesc/Joinville, finalistas do ano passado, levam vantagem. Os times são os únicos que até o momento estão invictos e ainda 100% na competição.

O time da Apab venceu os 12 jogos que fez até o momento, enquanto os joinvilenses venceram os 10 jogos que disputaram. Já o Blackstar tem uma campanha de 7 vitórias e 3 derrotas. O menor aproveitamento entre os quatro semifinalistas é o do Grande Florianópolis Basket, com 6 vitórias e 5 derrotas após 11 jogos. Apesar disso, o time chega credenciado ao final four após eliminar o tradicional Brusque Basquete na fase anterior. Veja abaixo a expectativa de cada um dos técnicos finalistas da competição.

Carlos Henrique Olívia, (Joinville Blackstar)

“A expectativa do Blackstar é muito grande. Trabalhamos bem durante as duas últimas semanas, focados no primeiro jogo contra Blumenau, visando passagem para a final. Esperamos fazer um grande jogo e um grande final four e, se Deus quiser, sair com o título, porque será uma emoção muito grande, já que é meu primeiro ano à frente como técnico do Blackstar e também uma grande alegria colocar o nome do Blackstar na galeria de campeões do basquete catarinense”.

Christian Hare (Apab/Blumenau)

“A expectativa é muito grande, sabemos que jogamos todas as fases com apenas 6 atletas adultos. Os demais eram todos da base e ainda estão em formação para jogar adulto. Serão jogos muito difíceis, pois agora serão as quatro melhores equipes do estado. Semifinal direto, então temos que entrar muito atentos e focados ao objetivo de passar para final. Os atletas Luíz Semmke e Vinícius Petry ainda estão se recuperando da lesão e não jogam as finais”.

Kelvin Soares (Unisociesc/Joinville)

Mais uma vez o Estadual Adulto termina num grande momento. Nossa equipe se recente de duas coisas: ter perdido dois armadores durante o período do Estadual: Alexei foi para Minas e Dieguinho acabou torcendo o joelho na final da Taça Brasil Sul, em Brusque. Perdemos dois armadores, da mesma posição, isso nos abateu bastante. A outra é o fato de o time ser bastante jovem, já que passou por uma grande reciclagem. Bastante atletas saíram após o NBB e foram para outras equipes e a gente remontou a equipe e o projeto com atletas da base. Então, o fato de ser novo nessa hora de decisão vai pressionar um pouco por resultado, mas é um time que trabalha bastante, treina muito, e muito focado, tanto técnico quanto taticamente, e é dessa forma que vamos tentar surpreender os adversários desse final four”.

Vicente Kalbusch (Grande Florianópolis Basket)

“Apesar de não estarmos entre as equipes com maior orçamento da competição, nossa expectativa era de chegar às finais. Tivemos um começo difícil, mas com o passar dos jogos fomos nos encontrando novamente e o dever de casa está feito. Não acho nossa equipe uma surpresa, pois temos um grupo de jogadores vitoriosos e de grande capacidade. Infelizmente sofremos algumas perdas (Antônio, Fabrício e Durval) pras finais, mas vamos lutar ao máximo por uma medalha”.

Fotos: Sidney Silva/EsporteSC e Adriano Krischke/FCB



Sidney Silva

E-mail para contato redacao2004060434271628@2004060434271079esportesc.com.