Conteúdo
Repórter: Redação
Publicação: 04/11/2019 08h01

Que elas já dominam o mundo do esportes, não é novidades para ninguém. Agora, elas também se destacam cada vez mais no kitesurf. As manobras radicais e a velocidade que o kite chega a atingir, chamou a atenção das mulheres que escolheram esse esporte e vão mostrar suas habilidades durante os campeonatos brasileiro e centro sul americano de Kitesurf hidrofoil, que acontecem de 9 a 17 de novembro, na Praia Brava, em Itajaí, litoral norte de Santa Catarina.

A novidade na competição catarinense vai reunir grandes nomes do esporte nas categorias masculino e feminino. Uma das presenças garantidas é da catarinense Alessandra Audino. Ela pratica o kitesurf há 19 anos e está há dois na modalidade foil.

“Será um grande evento, com grandes competidoras mostrando o seu melhor, principalmente para as meninas do kitefoil, que ainda são poucas, mas com muita vontade de evoluir. Minha expectativa é aprender, confraternizar e pegar mais experiência”, destacou a atleta que disputará o campeonato brasileiro.

Já no sul-americano a disputa será acirrada entre as mulheres que buscam as melhores colocações pensando nas Olimpíadas de 2024, em Paris, na França. Quem estiver na Brava, vai poder ver de perto o desempenho da turca Bilge Ozturk, da colombiana María Lizeth Loaiza Rojas e da brasileira Maria do Socorro Vasconcelos Reis, a “Socorrinho”, além de outras atletas que prometem muitas manobras radicais.

“Estou me preparando fisicamente e treinando forte em água para poder dar o meu melhor no sul-americano, em Santa Catarina. É um dos eventos mais importantes do ano e pretendo conseguir um bom resultado para meu país”, prometeu a maranhense Socorrinho, bi-campeã brasileira e vice-campeã sul-americana em 2018.

A colombiana Lizeth estará pela segunda vez no Brasil. De acordo com a atleta, o lugar escolhido para a competição de Fórmula Kite, a Praia Brava, parece ser maravilhoso e os colegas contaram que tem bons ventos, então ela acredita numa boa participação da equipe de seu país.

“Estou muito feliz em poder participar do campeonato sul-americano. È uma oportunidade para compartilhar com os amigos novas experiências e aprender com competidores de alto nível. Tenho muita expectativa também com a categoria feminina que vem crescendo e melhorado”, disse a colombiana.

A competição

Ao todo estão sendo esperados mais de 40 kitesurfistas, vindos do Brasil, Argentina, Uruguai, Colômbia e Estados Unidos, além de França, Turquia, Inglaterra e Ilhas Antígua e Barbuda.

Entre os atletas já confirmados, está o maranhense Bruno Lobo. O atleta é tri-campeão  brasileiro de kitefoil, atual campeão sul-americano de fórmula kite e recentemente representou o Brasil no pan-americano, de Lima, no Peru, ficando com a medalha de ouro na modalidade. Além desses títulos  ficou em sétimo lugar no Circuito Mundial de “kitefoil”. 

Na fórmula kite a disputa é em formato de regata, com os velejadores competindo numa prancha com foil, uma quilha, que faz o atleta praticamente voar sobre a água. A categoria é uma mistura de velocidade e radicalidade que encanta quem está assistindo. Para ter uma ideia, numa disputa com muito vento, o kite chega a atingir 80 quilômetros por hora.


SERVIÇO:

O QUÊ: Campeonatos BRASILEIRO E SUL-AMERICANO DE KITESURF

QUANDO:

Campeonato Brasileiro de kitesurf: de 9 a 11 de novembro

Campeonato Sul-americano de Kitesurf – de 12 a 17 de novembro

ONDE: Praia Brava – Itajaí – SC

*Atividades na área externa do Brava Beach Group e na areia da praia

QUANTO: Acesso às atividades na área do Brava Beach – 1kg de alimento não-perecível.

Fotos: Divulgação



Redação

E-mail para contato contato1911132227085448@1911132227084619esportesc.com.