Conteúdo
Repórter: Sidney Silva
Publicação: 05/05/2020 16h47

Dirigente que mudou a história do basquete catarinense, o neotrentino Oscar Archer completa 70 anos nessa terça-feira (5). Por mais de três décadas, ele comandou a Federação Catarinense de Basketball, hoje uma das mais saudáveis do país.

Foi o próprio Archer que criou a entidade em 1995 e esteve à frente dela até 2019, quando foi sucedido por Fábio Deschamps. Atualmente, ele é secretário-geral da FCB, e braço de apoio do grupo eleito no ano passado.

Deschamps, que sucedeu o neotrentino, ressalta todos os feitos realizados pelo dirigente, fundamental para o crescimento da entidade e do basquete catarinense como um todo. “Tudo que ele semeou, cresceu. Hoje, a história da federação está diretamente relacionada com a do seu Oscar. Foi ele quem a criou, a desenvolveu e dedicou seu tempo e capacidade para que ela se transformasse no que é hoje. Para mim, é um motivo de muito orgulho tê-lo sucedido, contando com seu apoio”, revela o atual presidente da FCB, ao destacar que sempre teve uma relação muito próprio, de carinho e convívio, com a família de Archer.

Outro que lembra com carinho do dirigente é Sérgio Carneiro, o Serjão, dirigente da Apab/Blumenau e atual vice-presidente da FCB. “Convivo há muitos anos com o Oscar, desde o tempo em que eu era jogador e ele já presidente da FAC (Federação Atlética Catarinense). O primeiro contato foi quando fui para seleção catarinense adulto, ele como presidente da FCB, fomos campeões em Feira de Santana, na Bahia. Depois fui técnico, dirigente e politicamente falando, sempre estivemos juntos. Além da relação profissional, é uma relação pessoal com alguém que se tornou um segundo pai e sempre acreditou em mim”, destaca Serjão.

O apelido de “pai”, aliás, é bem comum para Archer, algo que praticamente o caracteriza para alguns dirigentes do basquete catarinense, fruto de sua personalidade de apoio, mas também de puxões de orelha quando preciso.

Presidente do Brusque Basquete, Zurico Frota é outro que vê o hoje secretário-geral da FCB como um espelho. “Seu Oscar é um pai para mim e o dia 5 de maio é uma data que eu jamais poderia deixar passar. Ele é meu amigo, irmão, pai... Para mim, é um grande privilégio fazer parte de seu convívio. Temos mais de 30 anos de estrada, juntos. Que essa data represente sempre muita paz, amor e felicidade”, destaca.



Sidney Silva

E-mail para contato redacao2006041345212506@2006041345211678esportesc.com.