Conteúdo
Repórter: Sidney Silva
Publicação: 02/12/2018 13h44
Atualização: 23h11

Foi sofrido e dramático, mas o Olaria conquistou mais uma vez neste domingo (2) o Campeonato Municipal de Futebol Amador de Guabiruba. Numa partida pra lá de emocionante, a equipe do bairro Guabiruba Sul não fez valer o seu favoritismo diante um valente Lageadense, mas, após empate em 1 a 1 no tempo normal, ficou novamente com a taça nos pênaltis, ao vencer o adversário por 4 a 1.

>>Clique aqui e veja as imagens do título

Foi o terceiro título seguido da equipe tricolor, todos diante do rival deste domingo, que mais uma vez ficou no quase. Restou ao Lageadense o gosto amargo da derrota, mas a autoestima de ter batido de frente, fora de casa, com uma das melhores equipes da região.  "A gente teve chances de matar o jogo, todo mundo achou que perderiamos de novo por causa daquele 6 a 1, mas mostramos que fomos superiores, nos pênaltis é loteria e eles tiveram mais sorte", comenta o presidente do time, Brian Mannrich. "Saímos de cabeça erguida. Eu falei que essa final seria dificil para eles e acho que a gente mostrou isso", completa.

Do lado dos campeões, o técnico Nilo Westarb mais uma vez falou pelos pulmões, com muita emoção com mais uma conquista. Ele diz que já imaginava bastante dificuldade na final, mas afirma que tinha em mente que não poderia perder este campeonato.  "Todo ano meu rapaz diz: - "Pai, o senhor nunca quer perder", e eu não quero perder mesmo. Esse campeonato está na história, ganhar três vezes do Lageado, um clássico, sete finais seguidas, seis vezes campeão e um vice. Obrigado, meninos", comemorou, muito entusiasmado.

Presente na final da competição, o vice-prefeito de Guabiruba, Valmir Zirke, comenta que os times protagonizaram uma grande final, com muitos torcedores prestigiando, o que simboliza a força do esporte no município. "O bonito é você ver tantas pessoas envolvidas no esporte de Guabiruba. A gente percebe isso e hoje participando podemos ver um bonito jogo, em que as equipes mostraram aquilo que tem de melhor. Só temos que agradecer a todos que participaram, pois quem faz o esporte de Guabiruba não é a prefeitura ou a administração, mas sim as pessoas que participam", observa.


O jogo
Olaria e Lageadense proporcionaram uma grande final em Guabiruba. Jogo quente, com bonitas jogadas dos dois lados, muita briga e discussão, inclusive com a expulsão de Valério Westarb, da comissão técnica do Olaria, após dar um tapa no rosto de Daniel Zimmermann, goleiro reserva do Lageadense, numa confusão com direito a muito empurra empurra das duas equipes aos 14 minutos do segundo tempo. 

A essa altura o jogo já estava 1 a 1, com os dois gols anotados ainda no primeiro tempo. O Olaria balançou as redes primeiro, perto dos 15 minutos da etapa inicial, num bate-rebate na pequena área que acabou na finalização de Willian.O gol no início parecia ser o prenúncio de um jogo fácil para os donos da casa, mas o Lageadense mostrou que não estava na final para brincadeira. Defendendo uma invencibilidade de seis jogos, o time do bairro Lageado Baixo pressionou em busca do empate, que só veio no fim da primeira etapa. Aos 44, após lindo lançamento de Eder, que acabou em cruzamento na área, o camisa 16 Edinizio dominou livre e fuzilou a meta de Jelson: 1 a 1. Melhor no jogo, o Lageadense ainda teve a chance da virada ainda na etapa inicial. Já nos acréscimos, Rondônia ganhou de dois marcadores, mas na hora do chute foi abafado por Jelson. Na finalização, a bola voltou novamente para o atleta, que tentou novo arremate, desta vez tirado de peito pela zaga do Olaria, quase em cima da linha. Grande susto para os donos da casa.

Etapa final
No segundo tempo, o jogo que já era bom ficou ainda melhor. A partida seguia aberta, mas os dois times mostravam cansaço. Logo no início, a zaga do Lageadense furou e Joelson, completamente livre, mandou por cima. O Olaria aos poucos foi assumindo o controle do jogo, mas parecia sentir mais o desgaste da partida. A equipe chegou a criar grandes chances, mas parou num inspirado goleiro Matheus, que fez pelo menos duas defesas incríveis, que seriam gols certos.

Do outro lado, o Lageadense não fez Jelson trabalhar tanto, mas também levava muito perigo nos contragolpes, sobretudo nas bolas enfiadas para Felipe, que ganhava a maioria de um cansado Foppa na lateral-esquerda. Em uma das jogadas, o jogador saiu na cara de Jelson, mas tocou por cima, quando o certo seria a finalização por baixo. A bola ainda sobrou para o camisa 9 Junior, que desviou na trave, perdendo grande chance para o time do bairro Lageado Baixo.  A essa altura se passavam 32 minutos de partida. No minutos finais, o Olaria ainda tentou uma pressão. Godo, machucado, ainda teve uma grande chance aos 42 minutos, mas novamente parou no goleiro Matheus, que garantiu a disputa de pênaltis.

Jelson brilha nos pênaltis
Nos tiros alternados, muita motivação dos dois lados, mas o Olaria parecia mais concentrado e confiante. Logo na primeira cobrança, William bateu bem e fez. O craque do Lageadense, Eder, foi para o primeiro tiro da equipe. Bateu mal. A bola foi por cima da meta de Jelson, para explosão da equipe do Olaria. Na sequência, os donos da casa ainda converteram com Guto e Caique. O Lageadense descontou com Junior, mas perdeu a outra. O camisa 2 Jean parou no paredão Jelson. O próprio arqueiro foi para cobrança na sequência. Com categoria, o ídolo da equipe converteu seu chute e deu números finais à partida: 4 a 1. Foi o último ato antes da festa do tri. 

Veja abaixo como ficou a premiação final do campeonato

Campeonato Municipal de Futebol Amador de Guabiruba
1º Olaria
2º Lageadense
3º Santo Antônio
4º Cruzeiro

Artilheiro da competição
Dener Batschauer (Olaria) - 15 gols

Destaque do campeonato
Harri Westarb Neto "Godo"  (Olaria) 

Jogador revelação
Juvenal Ponticelli Neto (Santo Antônio)

Troféu Disciplina
Santo Antônio

Goleiro menos vazado
Jelson Alois Debatin (Olaria) - 13 gols sofridos

Fotos: Sidney Silva/EsporteSC



Sidney Silva

E-mail para contato redacao2009180743054273@2009180743053444esportesc.com.