Conteúdo
Repórter: Sidney Silva
Publicação: 11/11/2019 07h03
Atualização: 09h23

A taça de campeão municipal de futebol amador de Guabiruba, mais uma vez, é do Olaria. Na manhã deste domingo (10) a equipe bateu o Decorações Fischer por 3 a 1 e conquistou pela nona vez o título municipal. É o quarto consecutivo.

A conquista
Nem mesmo o adversário que foi capaz de bater o Olaria na última vez que a equipe foi vice-campeã, em 2015, conseguiu brecar a hegemonia tricolor. O Decorações Fischer até foi melhor no primeiro tempo, mas o Olaria tem Godo. Apagado no primeiro tempo, o artilheiro brilhou na etapa final e, com dois contragolpes fulminantes decidiu a partida. Primeiro ao dar o passe para Túlio abrir o placar. Depois, o próprio Godo tirou a zaga em jogada magistral e mandou para as redes. No finzinho, Joelson ainda marcou mais um: 3 a 0. Já nos acréscimos, Fagner ainda descontou para o Decorações Fischer. Mas não havia tempo para mais nada. Fim de jogo: 3 a 1 Olaria.

O jogo
Foi um primeiro tempo em que os visitantes dominaram a partida, mas não conseguiram transformar a superioridade em gols.
Uma partida que teve 45 minuto mornos, com raras oportunidades dos dois lados. Como de costume, o Olaria tentou pressionar no início. Mas o abafa durou apenas os cinco minutos iniciais.  Depois disso, o Decorações Fischer controlou o meio e dominou as principais ações da partida, diante um tricolor que passou longe de repetir as boas atuações. 

Na melhor chance do jogo, aos 6 minutos, o camisa 8, Josiano, cobrou falta e João, do Olaria, quase desviou contra o próprio patrimônio. A bola ainda pegou no pé da trave antes de sair. Com o passar dos minutos, o time visitante ia se sentindo cada vez mais a vontade, comandando por Gilson, que aos 20 chegou a dar duas canetas consecutivas e agitou a torcida. Aos 22 minutos, Fagner roubou bola de Foppa,  invadiu a área em velocidade, mas foi travado no chute. O Olaria só voltou a aparecer aos 30, quando Godo, isolado na frente, cabeceou bola perigosa pra fora, após cobrança de escanteio. Aos 41, João fez grande jogada, passou por três marcadores do Decorações Fischer, mas finalizou nas mãos do goleiro . Foi o último lance de ataque de ambos os times num primeiro tempo sem emoções.

Godo decide
O segundo tempo começou como o primeiro, com muita correria e nada de jogadas de gols. Willy até bateu uma falta perigosa perto dos 10 minutos. Mas ninguém do Decorações Fischer apareceu para completar. Tendo novamente as ações da partida, a equipe contra-atacava aos 15 minutos, mas um erro do camisa 2, Jean, culminou com o início da derrocada rubro-negra. O jogador teve a bola interceptada e, na sequência, Godo foi lançado em velocidade, algo raro no primeiro tempo. Ele ganhou da marcação  e chutou cruzado para o camisa 17, Túlio, mandar para as redes, já na pequena área: 1 a 0.

O gol abriu as portas para o título. O Decorações Fischer sentiu, passou a errar passes e cedeu os espaços que o Olaria tanto precisava. Godo passou a ser o terror dos defensores, quase sempre no mano, ora com Darlan ora com Juvenal. Aos 20, ele ganhou de Darlan, mas parou no goleiro, que saiu em seus pés. O mano a mano passou a ser cada vez mais constante e, aos 30, o Olaria ampliou, em outro contragolpe. 

Fagner perdeu a bola no setor de ataque e, na sequência, Godo foi acionado dentro da área. Com um toquinho, ele dominou já tirando da marcação para fazer 2 a 0. No finzinho, perto dos 40, já com o Decorações Fischer entregue, Joelson, de cabeça, ampliou: 3 a 0. No apagar das luzes, aos 47, o Decorações Fischer ainda diminuiu com Fagner, mas não havia tempo para mais nada. Fim de jogo: Olaria 3x1 Decorações Fischer.

Classificação final
1º Olaria
2º Decorações Fischer
3º Cruzeiro
4º Santo Antonio

Artilheiro
Godo (Olaria) - 9 gols

Goleiro menos vazado
Jelson (Olaria) - 7 gols sofridos

Destaque
Fagner (Decorações Fischer)

Jogador revelação
Dheirmers (Lageadense)



Fotos: Sidney Silva/EsporteSC



Sidney Silva

E-mail para contato redacao1912120935477837@1912120935477008esportesc.com.