Conteúdo
Repórter: Sidney Silva
Publicação: 28/08/2016 18h22
Atualização: 19h05

O Campeonato Municipal de Futebol Amador de Guabiruba já tem um virtual campeão. Depois de golear o Lageadense por 4 a 0, fora de casa, neste domingo (28), somente um catástrofe tira o título do Olaria.

Com gols de Reginaldo (contra), Paulo Cesar, Joelson e Willian, a equipe do bairro Guabiruba Sul abriu uma larga vantagem e praticamente colocou as duas mãos na taça para erguer o troféu no próximo domingo (4) no Orlando Westarb.

GALERIA
>> Veja as principais imagens da partida

A grande decisão está marcada para as 11h. No jogo preliminar, às 8h45, Caresias e São Pedro duelam pelo terceiro lugar.

O jogo: Gol cedo e Godo inspirado
Em clima de festa e diante de um bom público no Reinaldo Batschauer, Olaria e Lageadense entraram em campo sob muita expectativa. O Olaria tentava chegar a oitava vitória em oito jogos na competição, enquanto o Lageadense queria aproveitar o fator casa para surpreender os favoritos e levar alguma vantagem para o jogo de volta.

Antes de a bola rolar, muito bate-papo entre os atletas e estratégias pré-definidas. O que foi combinado pelo jogadores do Lageadense antes do jogo, no entanto, foi por terra logo com um minuto de partida. Foi esse o tempo que o Olaria precisou para abrir o placar.

Em bola alçada na área, o goleirão Brian saiu mal. A bola espirrada pelo arqueiro bateu na cabeça do lateral Reginaldo e entrou: 1 a 0 Olaria. Após o gol, os primeiros dez minutos foram de terror para o Lageadense. Sem conseguir jogar, a equipe viu o Olaria dominar totalmente o primeiro tempo. Com apenas 15 minutos de partida, a equipe do bairro Guabiruba Sul já havia colocado três bolas na trave, apesar de em um dos lances a arbitragem já ter flagrado o impedimento do camisa 11 Joelson.

O jogador foi um dos principais nomes da partida, abaixo apenas do camisa 10 Godo, novamente o nome do jogo. Com espaço, o atleta atormentou a zaga do Lageadense, que cometeu o erro de deixar o atacante sozinho com o sistema defensivo, ora sobre Juari em outras sobre Sid. Levando vantagem em quase todas as jogadas, o camisa 10 a todo momento deixava os companheiros na cara do gol. Aos 30, após jogada de Godo, foi Paulo Cesar que tocou para as redes: 2 a 0 Olaria.

Com o meio praticamente sem pegar na bola, e errando muito defensivamente, o Lageadense passou a ser presa fácil para o Olaria, que matou a partida ainda no primeiro tempo. Aos 42, Godo cruzou com perfeição para Willian, completamente livre, mandar de cabeça para as redes. Em outra falha do sistema defensivo do Lageadense, desta vez foi Joelson que novamente apareceu livre, após mais um passe de Godo, para marcar o quarto.

Lageadense melhora, Olaria administra
Sem ver a cor da bola no primeiro tempo, o Lageadense mudou de postura e voltou melhor para a etapa final. O time conseguiu encurralar o Olaria, mas assim como no primeiro tempo, não conseguiu criar uma chance clara de gol. Mesmo com mudanças no meio e ataque, o time seguiu com dificuldades na criação, enquanto lá atrás, o goleiro Brian chegou a assustar novamente em outra soltada de bola. Com o bom resultado favorável, coube ao Olaria administrar a partida, já pensando no jogo da volta, onde a equipe tem tudo para sair novamente campeã.

Para o camisa 10 e destaque do Olaria, Godo, apesar da boa vantagem o time vai com os pés no chão para o jogo de volta. Mesmo sabendo que é praticamente impossível que o rival reverta a vantagem, ele diz que nada está decidido. "O jogo está em aberto. Mas a gente fez o que veio para fazer. Fazer o resultado no primeiro tempo para no segundo dar uma cozinhada, uma descansada, porque jogamos ontem (sábado – pela Copa Krona). Agora vamos jogar em casa em busca da vitória de novo”.

Ele diz que mesmo a equipe indo para a primeira partida em busca da vitória foi uma surpresa o grupo ter conquistado uma vantagem tão boa. Segundo Godo, o gol logo com um minuto de partida também deu uma motivação a mais para a equipe. “Com o gol o time conseguiu jogar mais solto, de forma mais alegre e foi para cima deles. O gol no começo do jogo é muito importante”, destaca.

Grande nome do Lageadense na competição, o camisa 11 Xande não esconde o abatimento, mas diz que ainda acredita na equipe. “Acredito que dá para buscar. A gente fez um primeiro tempo muito ruim, muito abaixo do que vinha fazendo, emparelhamos no segundo tempo, jogamos de igual e acho que entrando com uma pegada boa no próximo jogo a gente consegue buscar isso aí”.

Xande diz que os companheiros não devem baixar a cabeça, pois a equipe tem condições de ter melhor sorte no jogo de volta. Segundo ele, o gol no início e as falhas individuais foram fundamentais para a goleada sofrida em casa. “Acho que o time estava nervoso e perdeu a cabeça. Perdemos o primeiro tempo e abrimos o meio, demos espaço, o time deles têm habilidade e muitos jogadores com bom passe e foi isso aí. Perdemos a cabeça, o primeiro tempo foi muito difícil, mas no segundo conseguimos igualar”, comenta.



Sidney Silva

E-mail para contato redacao2010200046237466@2010200046236637esportesc.com.