Conteúdo
Repórter: Sidney Silva
Publicação: 04/06/2016 19h46
Atualização: 20h36

O futebol amador de Brusque tem um novo, mais já conhecido campeão. Na tarde deste sábado (4) o Poço Fundo bateu o Cedrense com tranquilidade e levantou mais um troféu do Campeonato Municipal de Futebol Amador de Brusque. O último havia sido em 2014.

GALERIA
> Veja as imagens do título do Poço Fundo

Diante de um aplicado Cedrense, a equipe venceu por 3 a 0 e colocou mais uma taça em sua recheada galeria de troféus. Djonathan, ainda no primeiro tempo, abriu o placar após cobrança perfeita de falta. Depois, a equipe ampliou após gol contra no início da etapa regulamentar. Já no fim, André Rezini, com muita categoria, deu números finais à partida, aos 50 minutos da etapa final.

O jogo
Poço Fundo e Cedrense iniciaram a final diante muita marcação e aplicação tática, sobretudo do Poço Fundo, que não deu espaço para a equipe rival desde o primeiro minuto de jogo. A equipe, aos poucos, começou a ganhar cancha no campo de ataque adversário, mas o gol só saiu mesmo numa jogada de bola parada. Cobrança perfeita de Djonathan que foi morrer no fundo do gol: 1 a 0. Após o tento, o time teve na sequência duas boas chances de ampliar. Uma foi para fora, a outra parou no goleiro Leandro Ballan.

Se os 20 minutos iniciais foram do Poço Fundo, os 25 finais foram do Cedrense. Aos poucos, o time começou a reagir com um toque de bola envolvente, que mostrou muito entrosamento dos atletas. Mas faltava objetividade. Mesmo na pressão, o Cedrense só teve uma chance real de gol. A bola desviada pelo camisa 17 Givanildo que foi para fora.

Etapa final
Dizem que todo o campeão tem que ter um pouquinho de sorte também e foi essa sorte que encaminhou o título do Poço Fundo logo nos minutos iniciais de partida. Quando se esperava que o Cedrense viesse com uma pressão ainda mais forte na etapa final, em uma bola despretensiosa a zaga alvinegra foi cortar, traiu o goleiro Leandro e mandou contra o próprio patrimônio: 2 a 0 Poço Fundo.

O gol foi uma ducha de água fria para o Cedrense, que escapou de levar o terceiro nos minutos seguintes. Entregue, aos poucos o time viu o Poço Fundo ir tocando a bola aos gritos de olé da torcida, e foi se aceitando o resultado. Em uma das poucas chances claras que teve, a equipe acertou à trave do goleiro Luciano. Não era o dia. Nem a expulsão de Djonathan melhorou a situação da equipe. 

Expulso, o jogador adversário partiu pra cima do juiz, em uma situação que quase acabou nas vias de fato. O treinador, Felipe Bondemuller também partiu pra cima do árbitro e foi outro que acabou expulso, já próximo aos 31 minutos, quando a Polícia Militar se fez presente após quase cinco minutos de bola parada.

Quando o jogo retornou, o Cedrense até tentou ir para cima, mas não mostrava força. Já perto dos 40, Danilo, do Cedrense, fez falta feia e também acabou expulso. Para o Poço Fundo, restava somente o apito final para a festa que já se desenhava nas arquibancadas ficar completa.

E ela veio coroada com um lindo gol de André Rezini, já aos 51 minutos da etapa final. O vereador brusquense com categoria limpou a marcação e chutou no cantinho do goleiro. Aí foi só sair para o abraço. Festa do Poço Fundo, mais uma vez soberano no futebol amador de Brusque.

“Foi uma festa muito bonita”
O goleiro e capitão Luciano, que terminou a competição como arqueiro menos vazado, destacou o espírito de união da equipe para levantar mais uma taça. Ele elogiou o nível da competição e valorizou a base sólida do grupo campeão. “Foi uma final muito bonita, a torcida compareceu em bom número. Enfim, a comunidade brusquense e todas as equipes estão de parabéns. Isso para gente que está envolvido no esporte é muito legal”, destaca.

Ele ainda ressaltou o espírito que o Poço Fundo encarou a decisão. Um jogo difícil, segundo o arqueiro, mas que a equipe tratou de facilitar. “Temos uma base muito sólida, com jogadores veteranos e essa deve ser a nona final do Poço Fundo. Nós sabíamos que seria um jogo difícil, mas conseguimos fazer ele se tonar fácil no decorrer da partida, fazer os gols e sair campeão”, declara.

Para Cláudio, técnico do vice-campeão, Cedrense, a equipe não conseguiu manter o bom nível dos outros jogos e por isso acabou derrotada. “Na entrevista pré-jogo falamos que quem errasse menos ia sair com a vitória e meu time errou mais. Não jogou o que vinha jogando. Tinha atleta hoje errando passe de dois metros. Isso não justifica. O Poço Fundo é uma equipe muito disciplinada, muito bem montada no campo, mas hoje faltou um pouquinho de QI a mais”, declara o treinador.

Apesar do revés, Cláudio diz que o sentimento é de dever cumprido. “Um sentimento maravilhoso por que pegamos uma equipe desacreditada e conseguimos chegar à final. Esse campeonato tinha times muito bons. Eliminamos times com nome, gabarito. A gente luta pelo título, mas já considero a gente campeão. O troféu é uma coisa à parte. Eles jogaram melhor do que a gente e mereceram”, finaliza o técnico. Além do vice-campeonato, o Cedrense ainda acabou com o jogador Carlos Broday como artilheiro da competição. O atleta anotou oito gols em todo o certame.

SELEÇÃO DO CAMPEONATO AMADOR
Em conjunto com representantes das equipes, o portal EsporteSC.com realiza pela primeira vez a seleção do Campeonato Municipal de Futebol Amador de Brusque. Por meio da votação de treinadores e/ou dirigentes você vai conhecer na segunda-feira (6) quem foram os grandes nomes da competição em 2016. A lista completa trará ainda o craque da competição, escolhido pela maioria da equipes. Fique ligado!

LEIA TAMBÉM
> Abresc vira sobre o Santa Cruz e é campeã da segunda divisão



Sidney Silva

E-mail para contato redacao2008041436457349@2008041436456520esportesc.com.