Conteúdo
Repórter: Sidney Silva
Publicação: 02/12/2019 15h32

Considerado como uma iniciativa modelo para o esporte brusquense, o projeto social da equipe Natação Brusque/FME encerrou neste sábado (30) as atividades referente a temporada de 2019. Na ocasião, ocorreu a formatura das 95 crianças que fazem parte do projeto “Nadador do Futuro”. A ação conta com o apoio da Prefeitura de Brusque, por meio da Fundação Municipal de Esportes, e tem parceria com as academias Viva, CCN e Gaivota.

Neste último sábado, atletas, pais, professores, representantes das academias parceiras e do poder público estiveram presentes na Viva para celebrar o sucesso do projeto e acompanhar uma apresentação dos alunos. Por meio da união das academias com o poder público, as crianças presentes, oriundas de escolas públicas, passaram a ter acesso à natação com valores subsidiados.

A prefeitura paga os professores, enquanto as academias entram com toda a estrutura das piscinas, beneficiando toda a comunidade. Regiane Graciele Costa Kossar é mãe de Leonardo, 9 anos, que desde o começo faz parte da iniciativa.

O garoto tem colesterol alto e, segundo a mãe, conseguiu estabilizar a frequência do colesterol a partir da atividade. “Não teríamos condições de pagar uma academia. Quando ficamos sabendo do projeto fomos atrás e nos inscrevemos pela Saúde e hoje ele aprendeu a nadar e está muito bem, o que é importante. Agradecemos aos professores, a prefeitura e a todos que colaboram com esse projeto. Espero que ele continue no ano que vem para beneficiar ainda mais pessoas”, diz.

O prefeito em exercício de Brusque, Ari Vequi, acompanhou a formatura das crianças. Ele diz que a administração municipal tem orgulho desse projeto, “pois possibilita inclusão, saúde e bem-estar para as crianças brusquenses”.

Para Olavo Larangeira Telles, superintendente da Fundação Municipal de Esportes de Brusque, a projeto atende o objetivo de mostrar que o esporte é muito mais do que a conquista de medalhas e a competição em si. “Falar sobre esse projeto até me emociona. Só tenho que parabenizar as academias e a associação (Abain) que compraram essa ideia, e a prefeitura por dar todo esse suporte. Sem dúvida é um projeto pioneiro, que deve servir de exemplo para outras modalidades”, observa.

Segundo a presidente da Associação Brusquense de Amigos e Incentivadores da Natação (Abain), Daniela Moritz, a ideia é ampliar ainda mais o projeto para o ano que vem. “Era um sonho que a gente tinha. Montar um projeto com as escolas públicas para oportunizar natação para crianças que não têm condições de pagar uma mensalidade. Conseguimos 95 crianças e nenhuma desistiu, o que nos deixa muito felizes. A ideia, no ano que vem, é aumentar essa iniciativa, com ingressos de novas academias, abrindo novas vagas”, observa.

Por fim, o coordenador da equipe e professor de natação, José Armando Vasquez Soto, o Bay, diz que algumas crianças que hoje fazem parte da iniciativa devem ser aproveitadas no futuro dentro da equipe de rendimento da natação de Brusque. “Junto com o professor Leonardo (Ristow) e André Marinho (Deko) estou muito feliz em ver esse projeto se tornar realidade. Agradecemos à Viva, CCN e a Academia Gaivota por nos abrirem as portas. Acredito que, em 2020, teremos ainda mais parceiros para atingirmos mais crianças que terão acesso à saúde, bem-estar e mais qualidade de vida”, finaliza.

Fotos: Sidney Silva



Sidney Silva

E-mail para contato redacao1912120948421060@1912120948429779esportesc.com.