Conteúdo
Repórter: Redação
Publicação: 26/06/2020 16h54

Assim como muitos setores, o esporte de Guabiruba também precisou se adaptar aos tempos de pandemia. Desde março, quando foram divulgadas as instruções do governo estadual relativas à paralisação dos esportes, a Secretaria de Esportes, Lazer e Assuntos para a Juventude de Guabiruba estudou junto à administração municipal formas de manter os benefícios pagos pelos programas Bolsa-técnico e Bolsa-atleta. “Sabemos da importância desse auxílio para cada um deles”, destaca a secretária Marcia Hoschprung Watanabe.

Segundo ela, os técnicos estão fazendo atividades à distância com transmissão pela internet para as crianças e adolescentes fazerem em casa individualmente ou com o auxílio dos familiares. Alguns estão treinando em academia seguindo todas as orientações sanitárias vigentes para evitar a propagação do coronavírus. Mensalmente, técnicos e atletas enviam seus relatórios das atividades para a secretaria, o que torna possível a manutenção das bolsas.

Em relação aos convênios, para a Associação de Futebol Educacional de Guabiruba (Afeg), foi feito repasse no valor de R$ 16,182 mil entre março e abril para a compra de uniformes, material esportivo e inscrições nos campeonatos de 2020.

A partir de maio, os repasses foram suspensos já que seriam para auxiliar no transporte de ônibus para as competições que por enquanto não estão acontecendo. O mesmo ocorreu com a Associação Guabirubense de Karatê. Para essa entidade, o repasse de março e abril foi de R$ 1,7 mil para as anuidades da federação com interrupção também a partir de maio. De acordo com a secretária de Esportes, assim que as competições retornarem, o convênio será restabelecido.

Bolsas

Vale ressaltar que os repasses interrompidos foram somente os dos convênios. As bolsas permanecem sendo pagas. A atleta Bruna Tormena, do Jiu-jitsu, ressalta a importância do benefício. “No meio do caos dessa pandemia, a bolsa-atleta tem me ajudado muito. Graças a ela, consigo manter meus treinos de forma particular, além de ajudar com gastos de locomoção e alimentação. Com isso, consigo me manter focada para poder continuar representando Guabiruba em alto nível de competições e trazendo mais conquistas e títulos para a nossa cidade quando tudo se normalizar. Atleta parado fica doente”, afirma. “Quero agradecer a Prefeitura, em especial a Marcia, por não desistir dos atletas nesse caos. Sou muito grata”, complementa.

A secretária de Esportes de Guabiruba diz reconhecer a importância da união nos dias atuais. “Entendo perfeitamente a situação dos técnicos e dos atletas, que precisam manter o foco em treinos. Mesmo tendo que fazer as atividades de forma virtual e individual, todos estão se reinventando para não perder o trabalho já realizado até aqui. É um grande esforço de todos, por isso vamos manter esse apoio de forma transparente aos guabirubenses. Não nos resta dúvidas de que vamos passar por isso juntos e voltaremos mais fortes”, acredita.

Marcelo Decker, técnico da Associação Guabirubense de Karatê, lembra que o karatê é um esporte que exige muita disciplina e perseverança. O atleta não pode parar seus treinos em nenhum momento. “Estamos trabalhando há muito tempo para formar uma boa equipe. Poder dar continuidade a esse trabalho está sendo fundamental. Ninguém estava preparado para passar por essa pandemia, por isso eu gostaria de agradecer a Prefeitura de Guabiruba que, através da Secretaria de Esportes, vem nos dando apoio mantendo os recursos das bolsas”, finaliza.



Redação

E-mail para contato contato2007041741082449@2007041741081620esportesc.com.